Como comprovar renda de autônomo e informal

Como comprovar renda de autônomo e informal? Está precisando parcelar algum bem mas trabalha como autônomo e não tem idéia de como comprovar sua renda? Ou tem algum trabalho informal e não sabe como fazer para comprovar sua renda? Neste post explicaremos o que pode ser usado como comprovante de renda pelo trabalhador autônomo e pelo trabalhador informal.

Tanto o trabalhador informal quanto o autônomo são pessoas que exercem uma atividade por conta própria, sem vínculos empregatícios e sem direito à férias, licença maternidade, aposentadoria etc. No caso do trabalhador autônomo pode haver um contrato entre as partes. Já no informal não, por isso muitas vezes chamam de “bicos”. Mas nenhum dos dois têm os benefícios do tabalhador formal com CLT.

Como comprovar renda de autônomo e informal

Declaração de Imposto de Renda

A declaração de Imposto de Renda é uma das maneiras mais simples para comprovante de renda, pois ela mostra todos seus ganhos e gastos no ano. Além disso traz todos detalhes pessoais.

Como comprovar renda de autônomo e informal
Como comprovar renda de autônomo e informal

Como é um documento enviado para o Governo Federal, é aceito pela maioria dos bancos, imobiliárias e outras instituições para comprovar o quanto você ganha. Normalmente é solicitada junto de extratos bancários para mostrar a renda mais atualizada.

Extrato de conta corrente

O extrato da conta corrente também é aceito por bancos, financeiras, imobiliárias, mas normalmente junto com outro documento como, por exemplo, o imposto de renda. É importante que o extrato tenha os dados de entrada de valores, senão não adianta.

Não serve extrato de conta poupança, tem que ser conta corrente! Portanto se você é autônomo ou informal deve abrir uma conta corrente em qualquer banco para ter mais uma maneira de comprovar sua renda.

DECORE para comprovar renda

A Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos, mais conhecido como DECORE, é um documento que tem que ser feito por um contador registrado no CRC e é um serviço pago.

Para conseguir emitir é preciso que a pessoa tenha livro contábil diário do período declarado com indicação dos valores pagos e a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social) caso tenham valores pagos a título pró-labore.

Contrato de prestação de serviços e comprovantes de depósitos

Alguns locais podem aceitar contratos que você tenha feito de prestação de serviços, desde que esteja assinado por ambas as partes e registrado em cartório.

Estes contratos e comprovantes não costumam ser aceitos sozinhos, é preciso apresentar outro documento junto. Por exemplo, extrato do banco ou imposto de renda.

Recibo de pagamento de autônomo

Se você é autônomo pode solicitar o RPA para a empresa ou a pessoa física para a qual está prestando o serviço. Ao solicitar o recibo você terá que declarar no imposto de renda, pois a empresa ou pessoa física que está te contratando, também irá declarar o valor.

No RPA deve conter:

  • Nome ou Razão Social e CNPJ da fonte pagadora;
  • Dados do profissional autônomo (CPF e número de inscrição no INSS);
  • Dados detalhados sobre pagamento do serviço prestado (valores bruto e líquido, com os descontos);
  • Nome e assinatura do responsável pela fonte pagadora (empresa, pessoa física etc);
  • Descontos (IRRF, ISS, INSS).

Cadastro Positivo

Outra maneira de comprovar renda é fazendo parte do Cadastro Positivo do Serasa Experian. Ele funciona para registrar suas contas pagas gerando um histórico de bom pagador, ficando mais fácil para negociar dívidas, obter melhores condições de pagamento etc.

Mesmo quem estiver negativado pode abrir este Cadastro Positivo. As contas pagas em dia serão registradas e assim as empresas poderão avaliar seu histórico corretamente.

Modelo de declaração de renda para autônomo

Abaixo disponibilizamos um modelo de declaração de rendimento que você pode usar junto com outros documentos comprobatórios. Lembrando que, normalmente, esta declaração deve ser assinada e a assinatura reconhecida em cartório.

DECLARAÇÃO DE RENDA

Eu, ___________________________________________________________________, portador (a) da carteira de identidade nº _________________________, órgão de expedição ___________________, do CPF nº_______________________________, por não possuir outra forma de comprovação de renda, declaro para devidos fins que exerço a função de _____________________________________________, com renda mensal bruta de R$ _________________.

Declaro ainda que o valor da renda mensal acima informado é verdadeiro, estando eu ciente de que a omissão de informações ou a apresentação de dados ou documentos falsos e/ou divergentes podem resultar em processo contra mim penalmente, como crime de falsidade ideológica, art.299 do Código Penal Brasileiro, e/ou civilmente, com ressarcimento por prejuízo causado a terceiros. Portanto, autorizo a devida investigação e fiscalização para fins de averiguar e confirmar a informação declarada acima por mim.

________________________________, ______de ___________de 20__.

__________________________________________________

Assinatura do declarante

Quem preferir pode baixar a declaração de rendimento de autônomo ou liberal em PDF neste link ou em DOC neste link. Abrirá o MediaFire, é só clicar no botão “Download” e salvar no computador.

Categorias Diversos

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.